Hoje em dia, grande parte dos documentos são transacionados por via eletrónica. A verdade é que em tempos de grandes preocupações com as questões ambientais, as ferramentas de assinatura eletrónica de documentos viabilizam uma atuação empresarial cada vez menos dependente de processos burocráticos, lentos e baseados na utilização de papel.

Num futuro próximo acreditamos que o uso de papel será cada vez menor e a seu tempo, ficará obsoleto, não só pelas preocupações ambientais, como também pela simplificação e desmaterialização de processos administrativos.

Tal como a assinatura tradicional é utilizada em documentos em papel, as assinaturas eletrónicas começam a ser utilizadas para identificação de autoria e assinatura de documentos eletrónicos, com o mesmo significado, grau de importância e validade legal. 

Para assinar eletronicamente qualquer tipo de documento eletrónico a fim de comprovar inequivocamente a autoria do mesmo, o utilizador deve possuir uma assinatura eletrónica qualificada, única e pessoal, que comprove a sua identidade e que tenha sido emitida por uma entidade certificadora de confiança.